VR vai reativar sistema de monitoramento por câmeras em vias públicas

O prefeito de Volta Redonda, Antônio Francisco Neto, se reuniu na tarde passada, com a comandante do 28º Batalhão da Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Andreia Campos, para discutir a reativação do sistema de monitoramento por câmeras das vias públicas da cidade. A ideia é monitorar a partir das cabines da Polícia Militar, instaladas em três regiões da cidade.

A implantação do sistema, que já ocorre na cidade através do Centro Integrado de Segurança Pública (Ciosp), será feita, a princípio, nas cabines da PM dos bairros Vila Rica, Santa Cruz e Santo Agostinho. O projeto será uma parceria entre a Polícia Militar e a Prefeitura de Volta Redonda, com a atuação da Guarda Municipal (GMVR) e a Empresa de Processamentos de Dados (EPD-VR).

A intenção do projeto piloto é instalar, em pontos estratégicos nestes três bairros, aproximadamente 175 câmeras de alta definição com filmagem em 360 graus e fixas. Além de monitorar de dentro de cada cabine, as imagens também serão controladas e integradas ao Ciosp. Nas três regiões destes bairros, segundo dados da prefeitura, vivem cerca de 70 mil pessoas.

Para custear as despesas da compra de equipamentos, o prefeito informou que buscará financiamentos federal e estadual e contrapartida da prefeitura. Neto informou ainda que, em pouco tempo, quer avançar para mais dois bairros onde existem as cabines: Conforto e Belmonte.

O projeto, que recebe um nome inicial de VR mais Segura, será levado a toda a cidade e instalado nas nove cabines que são de responsabilidade da PM, e foram construídas em parceria com a prefeitura de Volta Redonda.

“Precisamos da equipe da PM e a Guarda Municipal na cabine para monitorar as imagens e ajudar a coibir os delitos. Teremos um número de telefone exclusivo para cada cabine, para que a população ligue e o atendimento seja o mais rápido possível”, informou o prefeito.

Para colocar o projeto em prática, Neto pediu apoio da comandante Andreia. Ela garantiu que dará total apoio para o projeto.

“Será muito importante para a gente também. Pois, hoje não temos um PM lá na cabine o tempo todo pela falta de efetivo, mas com a chegada deste reforço, o trabalho será mais eficiente. Teremos com este projeto, a PM dentro da cabine 24 horas e a equipe de ronda. Seremos parceiros e reconheço que teremos resultados com esta primeira etapa”, disse a comandante, acompanhada na reunião do comandante da 1ª Cia de VR, Capitão Paulo Victor.

O prefeito Neto garantiu que com o novo projeto vai renovar totalmente o sistema de segurança em vias públicas de Volta Redonda.

“A cidade já foi referência neste sistema de monitoramento e nós voltaremos com mais força. Teremos a melhor tecnologia e contaremos com a dedicação da PM e da Guarda Municipal atuando no monitoramento e ação. Com certeza, alcançaremos resultados nos índices de criminalidade. Nestas três regiões da cidade aumentaremos, em pouco tempo, a sensação de segurança, e muito em breve, a cidade toda voltará a ser monitorada”, disse Neto.

Na reunião, também participaram o diretor da EPD, Edvaldo Silva, o comandante da Guarda Municipal, João Batista dos Reis, e o vereador Vander Temponi, que é presidente da Comissão de Segurança Pública da Câmara Municipal de Volta Redonda.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *