Volta Redonda adere ao Programa Calçada Acessível

O prefeito Antonio Francisco Neto assinou nesta quarta-feira, dia 26, uma carta de intenção para aderir ao Programa Calçada Acessível. A iniciativa da Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) é fruto de uma parceria com a Associação Brasileira de Cimento Portland (ABCP), iniciada em 2010, com objetivo de padronizar e tornar calçadas mais acessíveis, principalmente aos idosos e pessoas com deficiência. O programa será incluído no plano municipal de Mobilidade Urbana, que prevê a recuperação de seis quilômetros de calçada e já anunciado pelo prefeito. As obras contarão com investimento do Governo do Estado, sem custos à prefeitura.

Neto revelou ter o desejo de tornar a cidade referência na valorização e respeito às pessoas com deficiência. “Volta Redonda já é uma referência no atendimento aos portadores de transtorno do Espectro Autista, inclusive na América do Sul, e queremos ser, de fato, referência no cuidado e valorização das pessoas com deficiência. Vamos ser o primeiro município a colocar em prática o projeto de calçadas com acessibilidade”, afirmou o prefeito.

As ações do Calçada Acessível terão cooperação técnica da Firjan, que vai orientar servidores responsáveis pela elaboração de projetos e obras, e os que também atuam na formulação de políticas públicas de mobilidade.

“Sem padronização a gente não consegue atingir a acessibilidade plena. A parceria é uma assessoria técnica para a criação de um manual técnico de calçadas. Então temos várias etapas; uma delas é o workshop participativo, que convida pessoas a vivenciar as dificuldades que uma pessoa em cadeira de rodas e o deficiente visual possuem no espaço público. Se eu projeto a minha cidade para esses indivíduos, acabo resolvendo o problema para outros; como é o caso dos obesos, pessoas com nanismo e gestantes, por exemplo”, apontou o especialista em Desenvolvimento Setorial da Firjan, Luiz Gustavo Guimarães; explicando que o manual técnico vai servir para orientar a construção de novas calçadas e readequar as antigas.

O futuro responsável pela Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência – pasta recém-criada pelo governo municipal -, pastor Washington Uchôa, destacou a importância do projeto de calçadas acessíveis em Volta Redonda e disse que pretende auxiliar na construção de uma cidade referência.

“Para Volta Redonda este projeto só vem a somar. O prefeito Neto sempre foi uma pessoa voltada para esta causa. Pretendo trabalhar em conjunto com os demais secretários; de Infraestrutura, de Educação, entre outros, e acompanhar de perto a execução desta obra. Ver o exemplo de outras cidades que já fazem parte deste projeto de acessibilidade. Fazer Volta Redonda ser uma cidade modelo nesta questão”, garantiu pastor Washington.

Além de Volta Redonda, o Calçada Acessível está presente em outras 13 cidades do Rio de Janeiro.

A reunião para assinatura da carta de intenção também contou com a participação do coordenador regional da Firjan Sul Fluminense, Saulo Franco e do vice-prefeito Sebastião Faria.

Foto: Divulgação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *