MPRJ aprova novas medidas de flexibilização em Volta Redonda

Reprodução

O prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, informou na tarde desta quarta-feira, dia 03, que a reunião com o MPRJ trouxe boas notícias sobre as novas medidas de flexibilização na cidade.

Confira as novas medidas estabelecidas: 

– A variação dos casos suspeitos, um dos eixos estabelecidos para a flexibilização, não pode ultrapassar os 5% por três dias consecutivos (antes eram dois dias).

– O comércio tem novo horário de funcionamento. A partir do dia 10 de junho, os estabelecimentos estão autorizados a abrir a partir das 12h, sem horário estabelecido para o fechamento.

– Bares e restaurantes poderão funcionar sem restrição de horário, mas apenas com 30% da capacidade.

– Os gêneros alimentícios da feira livre se tornam serviço essencial, assim como os supermercados.

– Com restrições e divisão de espaço, outros gêneros da feira livre poderão voltar a funcionar a partir do dia 10. Serão nos mesmos bairros, mas em locais diferentes para evitar aglomeração.

Samuca também informou que a proposta para abertura de igrejas, templos religiosos, clubes e academias ficou indefinida. A partir de agora, o retorno dessas atividades está vinculado ao decreto do governo do Estado, ou seja, quando o Governador Wilson Witzel autorizar, os serviços serão retomados na cidade.

Atualização dos dados da Covid-19

Samuca também atualizou os dados de Covid-19 na cidade.

O município registra 910 infectados, com 873 curados. Há ainda 3.050 casos suspeitos – um aumento de 5,07% em relação ao dia passado.

Os leitos de UTI estão com 11% de ocupação, e 7% do Hospital de Campanha está ocupado.

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *