Voltaço viaja nesta sexta-feira para semifinal da Taça Guanabara

André Moreira/VRFC

O jogo decisivo para o Volta Redonda será depois de amanhã, domingo, às 16 horas, em Bacaxá, contra o Boavista. O Voltaço vai reencontrar o Boavista na semifinal da Taça Guanabara, time que o derrotou no sábado, pela última rodada do primeiro turno. Pensando nisso, o técnico Luizinho Vieira quer corrigir os erros cometidos para que o resultado negativo não volte a acontecer na decisão por uma vaga na final. O Volta Redonda se classificou em segundo no grupo B. Como o Boavista avançou em primeiro no A, as duas equipes se enfrentam novamente na semifinal, com o Boavista tendo a vantagem do empate. Por conta disso, Luizinho Vieira quer que o time entre no jogo preparado para superar essa desvantagem. O técnico declarou que o Volta Redonda fez um primeiro tempo muito abaixo do que vinha apresentando e entende que conseguiu corrigir algumas falhas no segundo tempo. Luizinho Vieira comenta que perdeu o primeiro tempo por 2 a 0 e ganhou o segundo por 1 a 0. Ele deve mandar a campo: Douglas Borges; Oliveira, Daniel Felipe, Heitor e Luiz Paulo. Bruno Barra, Marcelo, Bernardo e Wallisson. Pedrinho e Saulo Mineiro. O desfalque é o artilheiro João Carlos, que foi expulso no sábado e está suspenso. O time viaja, nesta sexta-feira, no início da tarde, para Saquarema. Após o jogo o grupo vai direto para o Rio e embarca na segunda-feira, para Sergipe, aonde jogará na quarta-feira, às 15h30, em Lagarto, pela Copa do Brasil.

A Comissão de Arbitragem da Federação de Futebol do Rio confirmou que haverá árbitro de vídeo, na semifinal entre Boavista e Volta Redonda, domingo às 16 horas, no Estádio Elcyr Rezende, em Bacaxá. O trio de arbitragem escalado será formado pelo árbitro Rodrigo Carvalhaes de Miranda, tendo como assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Wallace Muller Barros Santos. O principal integrante da equipe do VAR será Alexandre Vargas Tavares de Jesus, tendo como assistentes Pathrice Wallace Correa Maia e Thiago Henrique Neto Corrêa Farinha.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *