Bombeiro de VR é preso em flagrante ao assediar sexualmente duas meninas durante visita escolar

Reprodução

Um bombeiro, lotado no 22º GBM (Grupamento de Bombeiros Militar), foi preso em flagrante nesta quinta-feira (7), suspeito de assediar e abusar sexualmente de duas meninas de 11 anos, durante a visita de uma escola municipal de Volta Redonda à sede do batalhão, que fica no Aterrado.

Segundo consta no registro de ocorrência, feito pelas famílias das vítimas, as crianças participavam do projeto “Defesa Civil nas Escolas”quando foram abusadas.

Uma das crianças contou que descia do segundo pavimento do quartel pelo ferro de emergência, quando o soldado começou a se esfregar nela, passando as mãos em seus seios e nádegas, e a chamando de “gostosa”.

Ao descer, a criança, nervosa, procurou uma amiga e contou o ocorrido. A amiga disse que o suspeito havia feito o mesmo com ela, e então, as crianças procuraram a professora responsável para relatar o acontecido.

A professora procurou tenentes do quartel, para que alguma atitude fosse tomada. Segundo a mãe de uma das vítimas, os bombeiros, assim que souberam do ocorrido, de imediato teriam tirado o suspeito de contato com outras crianças.

No final da manhã desta sexta-feira (8), a assessoria de imprensa do órgão se pronunciou a respeito do ocorrido: “O militar foi preso em flagrante delito e será conduzido para o Grupamento Prisional da corporação, na capital. Um processo administrativo disciplinar será instaurado. O Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro reforça que não compactua com atos ilícitos ou que vão de encontro à ética, à moral e aos bons costumes”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *