Plantão de Polícia

Menor é suspeito de matar cerimonialista em Volta Redonda

A polícia tem um suspeito do assassinato de cerimonialista Emiliene Pereira, de 47 anos, baleada na noite da última terça-feira (11) no bairro Santa Cruz, em Volta Redonda. Trata-se de um adolescente de 16 anos, que estaria foragido. A informação foi confirmada por uma fonte policial. Pouco depois do homicídio, buscas ao suspeito foram feitas, mas ele não foi encontrado. O menor foi alvo, no final do mês passado, do cumprimento de um mandado de busca e apreensão. No entanto, logo depois foi liberado. O motivo do mandado não foi informado. Emiliene morreu no Hospital São João Batista, onde foi socorrida. Ela morava na Volta Grande e teria ido ao bairro Santa Cruz visitar uma cliente moradora do Conjunto Residencial Ingá II. A cerimonialista estava num Prisma preto, que pode ter sido confundido com um carro da polícia ou ainda de uma facção rival. Taxistas e motoristas de aplicativos já relataram que são obrigados, à noite, a se aproximarem em baixa velocidade, com as luzes internas de seus carros acesas e com os vidros baixados quando vão aos conjuntos do Minha Casa, Minha Vida, em Volta Redonda. O corpo de Emiliene foi sepultado no final da tarde passada, Portal da Saudade.

PM aprende dois fuzis em Volta Redonda

A apreensão aconteceu na noite dessa quarta-feira (12), no bairro Santa Cruz. Segundo os policiais militares, as armas aparentemente são novas. Elas foram encontradas em poder de Fábio Jorge Moutoni Ferreira, o Fabinho, de 42 anos, na Rua Santa Catarina, no Morro do Urubu. O suspeito foi localizado a partir de levantamentos feitos pelo Serviço Reservado do 28º Batalhão de Polícia Militar. Ele foi conduzido para a delegacia de Volta Redonda.

Em Barra Mansa, cocaína e réplica de arma são apreendidas

Esta ação da Polícia Militar também aconteceu na noite dessa última quarta-feira (12), em Barra Mansa. Foram 934 pinos de cocaína, 51 pedaços de maconha e uma réplica de pistola apreendidos no bairro Santa Inês, que fica no limite da cidade com Volta Redonda. Segundo os policiais, vários homens correram ao ver a viatura. O material foi apreendido no local onde eles estavam.

Suspeito de Homicídios é preso por furtos no comércio

Policiais militares prenderam, no final da manhã dessa última quarta-feira (12), um homem acusado de praticar furtos em lojas da Avenida Amaral Peixoto, no Centro de Volta Redonda. Trata-se de Adrinaque Ferreira Nunes, cuja idade não foi informada. Segundo a PM, ele já responde por homicídio, além de outros casos de furto. A ocorrência informa que agentes foram acionados depois de furtos praticados na loja Uai Brasil e na Drogaria Moderna. O suspeito foi localizado no Laranjal, que fica próximo ao Centro. Com ele foram encontrados produtos levados dos dois estabelecimentos, como extensões elétricas, aquecedores de água e complexos de vitamina.

Homem é preso com drogas na estrada Barra Mansa-Angra dos Reis

Esta ocorrência foi na noite da última terça-feira, mas só divulgada pela Polícia Militar no dia passado. Policiais militares prenderam na RJ-155, a Estrada Barra Mansa-Angra dos Reis, ELISON MORAES DA SILVA, que não teve a idade divulgada. Ele estava num Kia Ceratto, conduzido por um motorista de aplicativo, vindo em direção de Barra Mansa. O veículo, após uma denúncia, foi interceptado em Rio Claro. No porta-malas foram encontrados 62 pinos de cocaína e três trouxinhas de maconha. ELISON foi conduzido para a delegacia de Rio Claro. O motorista foi liberado.

A tragédia das drogas: suspeito de ter matado a mãe e o padrasto em Três Rios, homem comete suicídio

Um caso de duplo homicídio seguido de suicídio chocou a cidade de Três Rios. Procurado como suspeito do assassinato da própria mãe, Maria Amélia Daflon Vogas , de 64 anos, e do padrasto Said Voga, de 69, um homem de 32 anos, que não teve ainda o nome divulgado, foi encontrado morto no dia passado. O casal, que morava no bairro Monte Castelo, em Três Rios, foi encontrado sem vida na noite da última terça-feira, dentro de casa. O idoso foi golpeado com um pedaço de madeira, que foi apreendido. A idosa morreu asfixiada. A Polícia Militar foi chamada à residência porque o casal, que tinha um bar, não aparecia para trabalhar desde o último sábado. O delegado de Três Rios, André Pinto Lourenço, afirmou que o filho de Maria Amélia  era o suspeito do crime.

Ele não era visto desde o último final de semana, quando ocorreu o crime, porque não havia sinais de arrombamento na casa, onde ele também morava, e pelo fato de o carro do casal, um Fiat Senna, estar sumido. Além disso, o suspeito era usuário de drogas e, segundo apuraram os policiais, teve um desentendimento com a mãe e o padrasto. Na tarde passada, os policiais de Três Rios tiveram uma surpresa: foram informados que o homem procurado por eles havia suicidado em Cambuci, cidade do Noroeste Fluminense que fica a 200 quilômetros de Três Rios. Ele se enforcou numa árvore, na zona rural. O carro estava próximo. Não chão, perto de onde se matou, o filho de Maria Amélia escreveu: “Minha avó não viu nada”. Ele se referiu à mãe de Maria Amélia, de 92 anos, que foi encontrada na casa com o casal morto. Em estado de choque, ela precisou ser hospitalizada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *