Esporte

O meio de semana é destinado a jogos pela Copa do Brasil. Amanhã, às 19h15, no Castelão, em São Luiz, jogam Sampaio Correra e Palmeiras. Às 21h30, em Caxias do Sul, o Juventude recebe o Grêmio. No mesmo horário jogam: São Paulo e Bahia. O complemento será na quinta-feira, às 20 horas, em Porto Alegre, com Internacional e Paysandu.

FLAMENGO – No dia passado ouviu o “sim” de Rafinha. O lateral decidiu retornar ao Brasil, aceitou a proposta do clube e vai reforçar o time de Abel Braga no segundo semestre. Após 13 temporadas na Europa, Rafinha está de volta ao Brasil e vai assinar contrato de dois anos com o Flamengo. O lateral, de 33 anos, estava desde 2011 no Bayern de Munique, onde conquistou inúmeros títulos, entre eles a Champions League e o Mundial de Clubes, em 2013. Desde fevereiro Rafinha deu a palavra ao Flamengo: se voltasse ao Brasil, a Gávea seria o destino.

VASCO – O time se reapresenta hoje depois de uma folga na segunda-feira. É consenso que faltou malandragem à equipe, mais uma vez, ao tomar o gol do Avaí aos 49 minutos do segundo tempo. O problema já havia ocorrido, também em São Januário, contra o Atlético MG, quando o gol da vitória adversária ocorreu aos 45 minutos do segundo tempo. Domingo, às 19 horas, no Castelão, o adversário será o Fortaleza dirigido por Rogério Ceni.

FLUMINENSE – Joga quinta-feira, depois de amanhã, no Maracanã, às 21h30, contra o Atlético Nacional, de Medellín, pela Copa Sul Americana. A partir de ontem foi iniciada a venda de ingressos para o público em geral. Os valores variam de R$ 20 a R$ 50. Por determinação da Conmebol, não haverá comercialização de entradas no dia da partida.

BOTAFOGO – Joga amanhã, no Paraguai, contra o Sol de América, pela Copa Sul Americana. Eduardo Barroca terá uma ajuda importante na preparação do elenco: enquanto muitos jogadores nunca tinham ouvido falar sobre o rival, Gatito Fernández o conhece bem, pois já atuou várias vezes contra esse time. Para o jogo contra o Palmeiras, sábado, às 16 horas, em Brasília, dois desfalques já estão confirmados: Erick, que pertence ao Palmeiras e Joel Carli, suspenso.

Uma das páginas mais importantes da história do automobilismo mundial terminou de ser escrita no dia passado. Aos 70 anos, morreu Niki Lauda, tricampeão mundial de Fórmula 1 e atual presidente não executivo da Mercedes. Em 2018, Lauda passou por um transplante de pulmão e só recebeu alta depois de ficar mais de dois meses internado. No começo deste ano, o tricampeão ficou mais dez dias no hospital após ter febre durante as festas de fim de ano. As primeiras informações dão conta de que ele estava em Viena, teve falência renal e morreu ao lado da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *