Esporte

VASCO – Marcou seus gols logo no início do jogo e dominou o Resende, na noite passada em Volta Redonda. Vasco 2 x Resende 0, com gols marcados por Tiago Reis, aos 4 minutos e Bruno César, aos 17 do primeiro tempo. Com a vitória o Vasco subiu para o segundo lugar do Grupo B, com 8 pontos e um jogo a mais que o Volta Redonda, terceiro colocado. Sábado o adversário será o Bangu, em São Januário, às 19 horas.

Na tarde passada, em Moça Bonita, o Bangu derrotou o Americano por 2 a 0 e assumiu a liderança do Grupo C, com 12 pontos ganhos, empurrando o Flamengo para o segundo lugar. Pior para o Botafogo, que já não pode mais alcançar o Bangu e, se a Cabofriense vencer hoje, ficará sem possibilidade de chegar ao título da Taça Rio.

VOLTAÇO – O time de Toninho Andrade está no G2 do grupo B e na quarta colocação na classificação geral. Logo mais fará um “jogo de seis pontos”, em confronto direto com a Cabofriense, às 19h30, no Correão. Isso porque, restando duas rodadas para o final do segundo turno do Estadual, a diferença entre as duas equipes na classificação geral é de apenas quatro pontos. Por isso, o treinador está encarando a partida como uma final, uma vez que uma vitória poderá encaminhar a classificação para as semifinais da Taça Rio e semifinais do campeonato, além de dar a vaga na Copa do Brasil de 2020. O Volta Redonda depende somente dos seus resultados para alcançar o sucesso na competição.

VOLTAÇO – A equipe que começará jogando hoje à noite, em Cabo Frio, terá o retorno de Daniel Felipe, que cumpriu suspensão automática no sábado: Douglas Borges, Luís Gustavo, Daniel Felipe, Heitor e Luiz Paulo; Bruno Barra, Bileu e Marcelo, Douglas Lima, João Carlos e Wandinho.

O trio escalado pela Federação será formado por Bruno Arleu de Araújo, árbitro, tendo como assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho e Thiago Rosa de Oliveira Espósito.

BOTAFOGO – A chance é pequena, mas ainda existe. Em situação complicada no Campeonato Carioca, precisa ganhar a Taça Rio para seguir vivo na competição. Para isso, tem que vencer seus dois jogos restantes: Portuguesa, logo mais, às 21h30, no Estádio Nilton Santos, e Americano domingo, em Bacaxá. A última vez que um grande ficou fora das semifinais foi em 2014. E o ausente foi justamente o Botafogo.Para não repetir a história, o Botafogotem que torcer por tropeços de Flamengo, Bangu e Cabofriense nos jogos que faltam. Além de vencer seus jogos, é claro. Isso apenas para chegar à semifinal da Taça Rio. Depois ainda será preciso conquistar o segundo turno, para tentar o bicampeonato.

 O time para logo mais está escalado com: Diego Cavalieri, Marcinho, Marcelo Benevenuto, Gabriel e Jonathan; Bochecha, João Paulo e Cícero; Erik, Gustavo Farrareis e Diego Souza.

O árbitro será Alexandre Vargas Tavares.

FLUMINENSE – No Chile, às 19h15, pela Copa Sul Americana, enfrenta o Antofagasta. O time fez um treino recreativo na tarde passada, encerrando os preparativos. No primeiro jogo, no Rio, o placar ficou em branco. No caso de repetição do resultado haverá decisão por pênaltis. O empate com gol ou vitória classifica o Fluminense.

O técnico Fernando Diniz enfrenta seus maiores desafios, desde que assumiu o comando do time. Não só pela necessidade de classificação, mas também pela dificuldade de escalar a equipe, que começa jogando com: Rodolfo, Gilberto, Matheus Ferraz, Frazan e Caio Henrique; Airton, Bruno Silva e Daniel; Everaldo, Luciano e Yoni Gonzalez.

O árbitro será Wilmar Roldan, da Colômbia. E o jogo será transmitido ao vivo somente pelo Canal Dazn, na internet.

BRASILNo dia passado, no Porto, em Portugal, o técnico Tite repetiu a equipe do primeiro treino e confirmou os 11 jogadores que encaram o Panamá, depois de amanhã, sábado, na cidade portuguesa. Destaque para a entrada de Roberto Firmino e Éder Militão entre os titulares. Ainda é possível que Ederson seja o goleiro titular no lugar de Alisson. O time completo, então, será Ederson; Fagner, Éder Militão, Miranda e Alex Telles; Casemiro; Philippe Coutinho, Lucas Paquetá e Arthur;Richarlison e Roberto Firmino. Com a entrada de Firmino, Tite tenta aumentar o poder ofensivo do Brasil, principal problema no período pós-Copa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *