Fim de semana marcado por violência na região

VOLTA REDONDA TEM FIM DE SEMANA MACADO POR ASSASSINATO DE DOIS JOVENS – Dois homicídios num período de 12 horas no fim de semana, em Volta Redonda. E, como quase sempre, as vítimas foram jovens. O primeiro assassinato ocorreu na noite de sábado, na Rua Fernando Tedesco, no bairro São Lucas, onde desfilou o bloco de embalo “Que Merda É Essa”. ERICLIS MARCATO MARIANO, o “EKO, de 21 anos, foi morto a tiros pelos ocupantes de um carro, que seria um Astra. O crime ocorreu num momento em que o desfile do bloco, autorizado pela prefeitura, já havia terminado, mas o público ainda estava concentrado na rua. Pouco antes do homicídio, segundo testemunhas, houve uma briga generalizada, mas ninguém soube informar se o crime teve relação com o fato. O corpo de ERICLIS MARCATO MARIANO, o “EKO”, de 21 anos, foi sepultado na tarde passada no Portal da Saudade.

O segundo homicídio foi no final da manhã passada. Em circunstâncias ainda desconhecidas da polícia, GABRIEL ROBERTO LINO DA SILVA, de 18 anos, foi morto também a tiros. Ele foi atingido na Rua Fernando de Noronha, no bairro Santo Agostinho, por pelo menos seis tiros. GABRIEL foi socorrido por populares, mas morreu a caminho da Unidade de Pronto Atendimento do bairro. O sepultamento de GABRIEL ROBERTO LINO DA SILVA, de 18 anos, está programado para esta manhã, às 11 horas, também no Portal da Saudade.

 

CORREGEDORIA DAS POLÍCIA CIVIL E MILITAR APURA CONFUSÃO ENTRE AGENTES DAS DUAS CORPORAÇÕES EM RESENDE – A Corregedoria das polícias Civil e Militar já está apurando a confusão ocorrida na madrugada da última quinta-feira, entre policiais da Delegacia de Combate às Drogas do Rio de Janeiro e PMs do 37º batalhão, sediado em Resende. Os policiais civis se deslocaram da capital para o Sul Fluminense, para conferir a informação de que um traficante do morro da Mangueira, no Rio, estaria comemorando o aniversário numa pousada de Visconde de Mauá, distrito de Resende. Sem qualquer aviso às polícias de Resende, os agentes da delegacia carioca estiveram na pousada, onde não encontraram o suspeito. Eles desciam a serra pela estrada RJ-163, quando foram cercados por policiais militares do batalhão de Resende. Os policiais civis reclamaram que, mesmo tendo se identificado e estando em viaturas oficiais, caracterizadas, foramobrigados deitar no chão e ameaçados com fuzis. Os militares alegam que foram acionados pelo dono de uma pousada e pensaram não se tratar de agentes da Polícia Civil, pois tinham informações de que marginais, disfarçados de policiais, iriam explodir caixas eletrônicos em Resende. O episódio foi marcado por muitos xingamentos entre os policiais civis e militares. O caso foi registrado na delegacia de Resende.

 

SUSPEITOS DE LATROCÍNIO EM FAZENDA DE RESENDE SÃO PRESOS – GRUPO ESTAVA PLANEJANDO ASSALTO A JOALHERIA, SEGUNDO DELEGADO – Policiais civis de Resende, liderados pelo delegado MICHEL FLOROSCHK, prenderam no início da manhã de sábado quatro suspeitos de envolvimento no latrocínio do fazendeiro ROMUALDO GAMA DE OLIVEIRA, de 65 anos, no final do mês passado. Forampresos TIAGO JARDIM DE OLIVEIRA, de 32 anos;PIETRO SACHA BRENNER DA SILVA, de 22; FELIPE YURI FERREIRA TSUDA BATISTA, de 28; MAIRSE DE ANDRADE, de 49; ROBSON NOGUEIRA MOREIRA, de 36, e LEONARDO DIAS DA SILVA, de 28 anos. Todos tiveram mandados expedidos pela Justiça a pedido do Ministério Público. Segundo o delegado, após trabalhos de inteligência foi possível identificar TIAGO JARDIM como sendo um dos autores do roubo seguido de morte na fazenda, localizada nas proximidades do Acesso Oeste. TIAGO é egresso do sistema e estava solto havia poucos dias. Segundo ele, os quatro suspeitos presos estariam ligados a uma organização criminosa do Rio de Janeiro e estariam envolvidos em outros roubos praticados na região. Também de acordo com FLOROSCHK, os chefes da organização criminosa, mesmo estando presos, “escolhiam as vítimas e davam suporte logístico para que os marginais realizassem os roubos, fornecendo armas e esconderijo, além de mesadas. O delegado disse também que os suspeitos presos eram usados em ataques a outra organização criminosa rival, principalmente nos bairros Paraíso e Barra da Fazenda II. FLOROSCHK adiantou ainda que os quatro estariam planejando um assalto a uma “grande joalheria” em Resende. Um terno que seria, segundo ele, usado por um dos indivíduos presos para entrar na joalheria, foi apreendido. Ele revelou que a ação para prender os suspeitos foi antecipada devido ao entrevero ocorridoentre policiais civis do Rio e policiais militares de Resende, o que acabou impedindo a apreensão das armas. Segundo ele, houve vazamento de áudios em grupos de WhatsApp de marginais da cidade, falando sobre as investigações.  FLOROSCHK avaliou que o caso poderia atrapalhar o cumprimento dos mandados e antecipou as prisões.

 

 

PM APREENDE NOVE TABLETES DE MACONHA EM DISTRITO DE BARRA DO PIRAÍ – A ação da Polícia Militar ocorreu na noite da última sexta-feira, no distrito da Califórnia, Barra do Piraí. Os agentes apreenderam nove tabletes de maconha, que somaram cerca de cinco quilos, na Rua 2. Cinco suspeitos foram levados para a delegacia de Barra do Piraí, mas a PM não informou quantos ficaram presos.  Os agentes apenas informaram que ficaram sabendo de um carregamento de drogas que havia chegado no bairro e conseguiu identificar a casa do suspeito. Na residência também foram apreendidas duas balanças de precisão.

 

MULHER MORRE ATROPELADA NA VIA DUTRA – ELA MANUSEAVA UM TELEFONE CELULAR AO SER ATINGIDA – Uma mulher de 32 anos morreu atropelada na noite de sexta-feira, na Via Dutra, em Resende. O atropelamento aconteceu no quilômetro 316 da pista sentido Rio. O motorista que atingiu a vítima, cujo nome não foi divulgado, disse que a mulher estava manuseando o telefone celular e não percebeu a aproximação do Fox que ele conduzia. A versão do motorista, um jovem de 18 anos, foi confirmada por testemunhas a policiais rodoviários federais. O carro, no entanto, foi apreendido, pois estava com o licenciamento vencido desde 2014.

 

 

CORPO DE VÍTIMA DE AFOGAMENTO É ENCONTRADO EM RESENDE – Bombeiros removeram na tarde passada do Rio Paraíba do Sul, em Resende, o corpo de JOSÉ CARLOS DOMINGOS, de 49 anos. Ele se afogou na tarde do sábado, quando nadava no rio, nas proximidades do Pontilhão do Surubi, no bairro Surubi. Populares tentaram ajudar JOSÉ CARLOS, mas ele desapareceu. Ainda no sábado, os bombeiros foram acionados, fizeram buscas, mas ele não havia sido encontrado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *