ASSALTO A JOALHERIA EM VALENÇA TERMINA COM BANDIDO MORTO DEPOIS DE FAZER IDOSA REFÉM – CASO TEM REPERCUSSÃO NACIONAL E GERA COMENTÁRIO ATÉ DO PRESIDENTE ELEITO – A pacata Valença viveu na manhã passada momentos de

 A pacata Valença viveu na manhã passada momentos de drama e tensão em pleno Centro da cidade. Um assaltante foi morto no meio da rua por um policial militar, quando mantinha refém uma idosa de 83 anos. As cenas foram gravadas por populares.

Por volta das 9 horas da manhã, CRISTIANO PEREIRA FABIANO, o “CR”, de 24 anos, assaltou a filial da Barra Joias na cidade, localizada na Avenida Nilo Peçanha. Armado com um revólver calibre 32, ele roubou diversos itens, que foram colocados em uma mochila. Uma mulher que estava na joalheria conseguiu sair e chamou a Policia Militar. Agentes que estavam nas proximidades chegaram rapidamente.

Surpreendido, CRISTIANO tomou como refém TEREZA DE JESUS FERREIRA SACRAMENTO, de 83 anos, já na Avenida Benjamin Guimarães, nas proximidades do mercado municipal de Valença. Ele deu uma gravata na mulher, apontando o revólver para a cabeça da vítima, e não obedeceu à ordem de se render de um policial militar que se aproximou dele. CRISTIANO ignorou os apelos de populares que, tensos, pediam que ele soltasse dona TEREZA. A tensão prosseguiu até que o criminoso tentou levar a refém para o meio da rua. Nesta hora, a idosa caiu e, de acordo com a PM, CRISTIANO fez menção de atirar contra os agentes, quando foi abatido pelo policial que o mantinha sob mira. O assaltante morreu na hora. Os populares aplaudiram.

CRISTIANO PEREIRA FABIANO, o “CR”, de 24 anos, segundo a Polícia Militar, era de Itatiaia. Morava no bairro Nova Conquista. Tinha antecedentes criminais. Um irmão dele também morreu em confronto com a PM, mas em Angra dos Reis. A arma que ele portava foi apreendida. A mochila com as joias roubadas minutos antes, avaliadas em 50 mil reais, foi recuperada. DONA TEREZA DE JESUS FERREIRA SACRAMENTO, 83 anos, não ficou ferida. À tarde, ela recebeu em casa a visita do comandante do 10º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel MARCELO TEIXEIRA, acompanhado de outros policiais, que lhe entregaram flores. Ainda assustada, mas já confortada, ela revelou o medo que teve de ser assassinada pelo bandido. Já o comandante do batalhão elogiou a ação do policial que atirou no criminoso. Disse ainda que o resultado do caso se deveu à escolha do rapaz em praticar o assalto e tomar a idosa como refém.

O desfecho do assalto em Valença foi notícia em todo o país e mereceu elogio do presidente eleito JAIR BOLSONARO. Em sua página oficial no Facebook, ele escreveu: “Parabéns aos Policiais Militares de Valença que salvaram a senhora de 83 anos feita refém por um bandido covarde, ficando mais de 10 minutos com uma arma apontada para sua cabeça. Belo trabalho! A vida do cidadão de bem sempre deve ser prioridade!”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *