Witzel já escolheu 11 titulares para o Governo

PRA COMEÇO DE CONVERSA…

O governador eleito do Estado, Wilson Witzel (PSC), escolheu mais sete secretários para compor a estrutura do futuro governo entre 2019 e 2022. A Secretaria de Segurança será extinta e as polícias Civil e Militar ganham status de Secretaria de Estado na gestão do ex-juiz federal. O delegado Marcus Vinícius Braga, atual diretor do Departamento Geral de Polícia Especializada (DGPE), será o chefe de Polícia Civil. Já o coronel Rogério Figueiredo de Lacerda será o novo comandante da Polícia Militar.

A Secretaria da Casa Civil será transformada em Secretaria de Estado de Governança, cujo secretário será o atual coordenador-geral da transição, José Luís Cardoso Zamith; a pasta do Trabalho e Renda passa a se chamar Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego e Renda, e será comandada pelo advogado Lucas Tristão; a Secretaria de Defesa Civil e o Corpo de Bombeiros continuarão sob o comando do coronel Roberto RobadeyJr.

Witzel também confirmou os nomes dos futuros controlador-geral do Estado, que será o delegado da Polícia Federal Bernardo Cunha Barbosa, e do procurador-geral do Estado, o advogado e atual integrante dos quadros da PGE Marcelo Lopes da Silva.De acordo com o ex-juiz federal, na nova estrutura, a Secretaria de Governança terá como principal finalidade assistir o governo na coordenação institucional e administrativa, nos atos de gestão do Poder Executivo e nas relações com a sociedade, agremiações políticas e demais poderes, além de planejamento, gestão e inovação institucional do futuro governo. No novo desenho, as operações Lei Seca e Rio Presente passarão para a gestão da Secretaria de Polícia Militar. Já a operação Barreira Fiscal ficará a cargo da Secretaria de Fazenda, cujo secretário ainda será anunciado. E Procon e Detran ficarão dentro da estrutura da futura Secretaria de Governança. Com o anúncio do dia passado, já são 11 os novos titulares de órgãos do futuro Governo. Witzel já havia divulgado os nomes dos secretários de Governo (Gutemberg de Paula Fonseca), de Turismo (Otavio Leite), do diretor-presidente do Rio Previdência (Sérgio Aureliano) e do diretor do Procon (Cássio Coelho).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *