Primeiro rebaixado do Brasileirão é o Paraná

Já é conhecido o primeiro time rebaixado, oficialmente, no campeonato brasileiro de 2018: o Paraná. Apesar de não ter entrado em campo, foi rebaixado na noite passada em consequência da vitória do Sport sobre o Ceará, por 1 a 0, com gol de Gabriel, artilheiro da equipe na temporada. Foi no sufoco. Foi na raça. Em uma Ilha do Retiro lotada. Após 13 rodadas consecutivas o Sport deixou a zona da degola e rebaixou o Paraná. Agora o time pernambucano é o 16º, com 36 pontos. Já o Ceará, na sua campanha de recuperação, permanece em 15º com 37 pontos.

 

PANORAMA DOS CLUBES

FLAMENGO – O clube e o goleiro Diego Alves calculam cada movimento em benefício próprio no que resta da relação entre as partes: o vínculo trabalhista. A diretoria decidiu que os treinos do restante do elenco não contarão com a presença do goleiro, que, por sua vez, registra todas as atividades feitas fora do turno regular.

Desde a polêmica aparição no Ninho do Urubu na manhã de sexta-feira, Diego Alves tem postado todos os trabalhos de recuperação da lesão no joelho direito em redes sociais. Depois de ser barrado e se insubordinar, agora o goleiro quer provar que foi afastado do grupo, numa ação trabalhista. Enquanto isso, Dorival Junior pensa na classificação para o Libertadores como principal objetivo, já que o título ficou mais longe.

VASCO – Comemora a subida na tabela e revela mais confiança para enfrentar o Grêmio, no próximo domingo, às 17 horas, em Porto Alegre. Com 38 pontos ganhos, o Vasco tem quatro de vantagem sobre o Vitória da Bahia, que abre a zona de rebaixamento, com a mesma pontuação do América MG e Chapecoense, 18º e 19º colocados.

BOTAFOGO – Está na mesma situação do Vasco: 38 pontos ganhos, a 4 da zona de rebaixamento. E sábado, às 19 horas, joga no Estádio Nilton Santos, com o Flamengo. Entusiasmada depois da vitória sobre o Corinthians, a diretoria mantém a promoção: ingressos a partir de R$ 2,50. Sócio pode levar um acompanhante de graça mediante reserva no site. Gatito Fernandes, que retornou ao time com grande atuação, é o trunfo do técnico Zé Ricardo.

FLUMINENSE – Está voltado para a Copa Sul Americana. Joga amanhã, às 21h45 na Arena da Baixada, contra o Atlético PR. Jadson, agora no tricolor carioca, alerta para a grama sintética, um trunfo para o adversário. Uma temporada que prometia ser difícil para o Fluminense pode terminar muito melhor do que a encomenda. Quatro jogos separam o clube do inédito título da Copa Sul-Americana. E para alcançar o sonho, primeiro é precisopassar pelo Atlético-PR.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *