DELEGADO DESCARTA LATROCÍNIO NO CASO DE JOVEM ASSASSINADO EM BARRA MANSA

O delegado RONALDO APARECIDO afirmou no dia passado não acreditar que o assassinato de FELIPE MELO, de 26 anos, na noite da última terça-feira, tenha sido um caso de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. FELIPE foi morto a tiros na Rua Valdomiro Peres, no bairro Paraíso. Embora seu telefone celular, sua motocicleta e documentos tenham sido levados, o delegado considera que, da forma como o crime ocorreu, não acredita em latrocínio, mas não se aprofundou na análise, para, segundo ele, não prejudicar as investigações. FELIPE trabalhava numa empreiteira da CSN, Ele era de Caçapava, no Vale do Paraíba Paulista. A mãe dele se mudou para Barra Mansa quando ele ainda era criança. FELIPE permaneceu morando na cidade mesmo quando a mãe voltou para sua cidade natal. Ele morava com um irmão mais novo. O corpo de FELIPE foi sepultado no dia passado em Caçapava.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *