DELEGADA PEDE PRISÃO PREVENTIVA DE PADRASTO SUSPEITO DE TORTURAR BEBÊ

A delegada Mulher de Volta Redonda, MÔNICA AREAL, pediu no dia passado a conversão da prisão em flagrante para prisão preventiva, de IGOR CLÁUDIO VALÉRIO DA SILVA, de 22 anos, padrasto de um bebê de dois meses de idade, que há oito dias está internado em estado grave no Hospital da Unimed. Junto com a mãe da criança, uma adolescente de 14 anos, ele é suspeito de torturar a enteada, que teve traumatismo craniano e outras lesões. IGOR foi preso em flagrante e a mãe, apreendida. O padrasto já foi transferido para a Cadeia Pública de Volta Redonda. A menininha, segundo a delegada, continua em estado grave, mas estável. O destino dela será decidido pelo juiz da Infância e Adolescência.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *